Veja como implementar um sistema VoIP da maneira correta

Veja como implementar um sistema VoIP da maneira correta


Você quer implementar um sistema VoIP em sua empresa, mas não tem ideia por onde começar? Hoje, você vai entender quais são os passos para realizar uma implementação sem erros. Para isso, é necessário um olhar analítico e cuidadoso e um planejamento bem estruturado, medindo as necessidades dos usuários e tendo bom controle da análise da rede. Assim, você poderá ter um bom monitoramento dos dados, o que proporciona boa compreensão das necessidades e potenciais do ambiente de trabalho. Esta é uma das vantagens do VoIP e não deve ser ignorada.

1

São cinco passos básicos para ter bom controle e aproveitamento da sua rede e implementar um sistema VoIP da maneira correta. Confira a seguir!

1. Verifique se sua rede atual suporta o VoIP

Assim que a comunicação por voz é acionada em circuitos dedicados à IP, a voz acaba por competir por espaço virtual com outros dados que circulam pelo ambiente. Assim, para evitar que haja conflitos entre a voz e outros dados que circulam pela rede, é necessário que esta esteja ajustada a priorizar a voz e acomodar os outros dados no outro espaço destinado aos outros serviços que passam pela rede. Concluindo: é necessário verificar as propriedades da rede, reconfigurando ou atualizando os segmentos que possam vir a impedir a realização íntegra dos dados de voz. Esse é o primeiro passo para implementar um sistema VoIP sem erros.

2. Implemente sua rede VoIP de maneira modular

Para que seja possível um melhor controle da implementação de sua rede VoIP, faça um planejamento que permita a avaliação progressiva do modelo. É recomendável um plano piloto antes de integrar todo o sistema da empresa. Planeje-se, avalie os resultados iniciais para entender quais são as medidas necessárias para o sistema ideal em sua empresa. O piloto e sua implementação modular permitem conferir se o sistema está funcionando corretamente e a realização de pesquisas juntos aos funcionários para avaliação de satisfação dos usuários, assim como a disponibilidade e qualidade da rede.

2

3. Crie mapas de serviço de rede para ajustar os acordos de nível de serviço

Quando o projeto ainda estiver na fase de pré-implementação, o ideal é que haja a elaboração de mapas de rede e a definição de acordos de nível de serviço junto aos departamentos e clientes externos. Assim, os administradores podem mapear possíveis lapsos e áreas que precisam ser ampliadas na rede, de forma que ela consiga suportar o tráfego extra de informação. É importante que as expectativas dos envolvidos (departamento de tecnologia, funcionários e clientes) sejam bem definidas antes, para que seja possível definir os requisitos necessários para supri-las. Assim, será possível uma melhor avaliação das necessidades dos usuários das redes.

4. Leve em conta a Qualidade da Experiência (QoE)

A Qualidade da Experiência (QoE) é uma forma de medir a percepção do usuário quanto à qualidade da experiência de telefonia. Com ela, é possível verificar o desempenho da rede pela visão do usuário final, de maneira a medir o quanto a rede está cumprindo os requisitos e atendendo às expectativas. Com base nesse, o departamento de TI poderá solucionar os problemas com maior eficiência, caso haja questões técnicas a serem resolvidas, e então implementar um sistema VoIP com muito mais chances de sucesso.

5. Analise, reavalie, repita

As redes não são estáticas e disso vem a importância em implementar um processo de constante monitoramento. Qualquer mudança na infraestrutura ou nos padrões de uso tem impacto em toda a rede. As ações de ativar e desativar servidores, atualizar hardware ou virtualizar partes do ambiente podem interferir nos serviços de VoIP.

É importante, pois, monitorar, avaliar constantemente as operações de TI e apresentar relatórios sobre os padrões de serviço para fornecer as informações necessárias para os membros responsáveis pela solução de problemas. Essa análise técnica ajuda a apoiar os planos de aprimoramento dos serviços de VoIP, para que os usuários não passem por experiências que interfiram no desempenho das chamadas.

É útil considerar que, para que os administradores monitorem o desempenho e a disponibilidade, assim como previnam, diagnostiquem e resolvam problemas com melhor facilidade, o gerenciamento dos sistemas e aplicativos VoIP devam ser automatizados de forma a viabilizar a avaliação e o monitoramento de acordo com os referenciais. Assim, a tarefa dos administradores se torna mais simples e produtiva.

Site TW Solutions

2018-11-23T18:43:36+00:00sexta-feira, 24 março 2017|Telefonia VoIP|0 Comentários

Sobre o Autor:

Trabalha com sites, SEO e produção de conteúdo para a web. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência. Paralelamente, tem outros quatro projetos: Mapa dos Bichos, Viva Com Felicidade, O Nexxus e BlogGeek.

Deixar Um Comentário